Você já quis gravar suas imagens na nuvem sem deixar de ter as gravações locais? Você pode fazer isso facilmente.

Diferente do que alguns pensam, não é necessário deixar de gravar na câmera de segurança ou DVR para gravar em nuvem.

Se a câmera de segurança tiver dual stream, ainda é possível gravar com uma resolução no DVR e outra resolução na nuvem. Isso é útil, por exemplo, quando o cliente quer gravar em alta resolução para consultas diárias, mas em menor resolução para guardar um backup.

Mas por que não gravar com a mesma resolução na nuvem?

Quando queremos gravar algo em tempo real e em nuvem, temos que lembrar que deverá existir banda de internet suficiente para este envio constante de dados.

Muitas vezes as pessoas decidem gravar em nuvem com menor resolução para poupar a internet local sem precisar elevar os custos contratando uma internet dedicada. Isso porque quanto maior a resolução, maior o tamanho do vídeo e mais banda de internet é necessária.

Outro fator muito importante é quantidade de movimento do vídeo, que é definido pela taxa de frames por segundo (FPS). Quanto maior a taxa de FPS, maior o consumo de dados. Veja no vídeo abaixo a compração de diferentes taxa de FPS

Um profissional capacitado em segurança eletrônica sabe que nem sempre é necessária máxima resolução ou taxa de frames para obter um vídeo de qualidade. Estudos comprovam que nenhuma pessoa consegue realizar um movimento tão rápido que com 5 fps não seja capaz de identificar em vídeo.

Portanto, caso não haja movimentação de carros, por exemplo, a Monuv indica 6 fps como uma taxa ótima devido ao equilíbrio de qualidade da imagem versus o consumo de internet.

Porque gravar em nuvem e na câmera de segurança ao mesmo tempo

Existem diferentes necessidades. Alguns preferem gravar só localmente, mesmo correndo o risco de ver todo o sistema de imagens sendo inutilizado em ocorrências onde destroem o DVR. Outros preferem só gravar em nuvem.

Porém a maioria dos profissionais de segurança indicam gravar tanto localmente quanto na nuvem. Ambos se complementam e acabam deixando o projeto como um todo mais barato. Especialmente projetos que necessitam de um monitoramento constante sem deixar de ter uma camanda adicional de segurança em caso de uma ocorrência.

A melhor estrutura e o melhor dos dois mundos

Uma forma de criar uma estrutura ainda mais forte é unindo as câmeras IP a um DVR. As câmeras poderão enviar imagens para gravção no DVR ao mesmo tempo que enviam para a nuvem.

Assim as imagens serão enviadas de forma independente e mesmo que infrator destrua o DVR as câmeras continuarão registrando os vídeos em nuvem.

Gostou? Fique à vontade também para falar comigo via LinkedIn ou por e-mail (contato@monuv.com.br)

Conhece alguém que se beneficiaria deste material? Compartilhe!